Saturday, November 27, 2010

deliver me


                                        And lead us not into temptation, but deliver us from evil.
                                                                         Matthew 6:13

6 comments:

  1. "Salvai-nos do mal"?
    Defina "mal", sff

    ReplyDelete
  2. Mal :

    Mal-passado
    Mal-comido
    Mal-dormido
    Mal-dito...

    "A idéia de mal geralmente se refere a tudo aquilo que não é desejável ou que deve ser destruído. O mal está no vício, em oposição à virtude."
    encontrado na Wikipedia

    Acreditar que o mal existe faz parte do processo de crescimento, acreditar que ele mora em todos nós é sermos crescidos - sermos grandes é vencermos o mal.

    ReplyDelete
  3. Percebo a dúvida do anónimo 1 mas mal escreveu esta pequena explicação eu pensei:

    A MÁSCARA DO MAL poema de bertolt brecht:
    Em minha parede há uma escultura de madeira japonesa
    Máscara de um demônio mau, coberta de esmalte dourado.
    Compreensivo observo
    As veias dilatadas da fronte, indicando
    Como é cansativo ser mal

    e:

    Soneto de Mal Amar
    Invento-te recordo-te distorço
    a tua imagem mal e bem amada
    sou apenas a forja em que me forço
    a fazer das palavras tudo ou nada.

    A palavra desejo incendiada
    lambendo a trave mestra do teu corpo
    a palavra ciúme atormentada
    a provar-me que ainda não estou morto.

    E as coisas que eu não disse? Que não digo:
    Meu terraço de ausência meu castigo
    meu pântano de rosas afogadas.

    Por ti me reconheço e contradigo
    chão das palavras mágoa joio e trigo
    apenas por ternura levedadas.

    Ary dos Santos, in 'O Sangue das Palavras'

    o que quer dizer que há talvez um "mais mal" e um menos mal", será?

    ReplyDelete
  4. O mal depende das perspectivas, da óptica de quem o vê. O que é mal para ti poderá, eventualmente, ser bom para mim (ou vice-versa) e aí, como se classifica? Para mim, mal de verdade é o mal-intencionado...

    ReplyDelete
  5. Concordo com o que foi dito, mas não esqueçamos que há mal que não deixa dúvidas nenhumas, é mesmo mal, daí que seja bom que não se aligeire muito a questão.

    ReplyDelete
  6. há mal e mal, há ir e voltar...

    ReplyDelete